terça-feira, 14 de agosto de 2012

MINHA CIDADE....A CULPA É SUA.

Minha cidade é, apesar de tudo, desagradável.
Criada em mil novecentos e sete, Porto Velho atual capital de Rondônia, está passando por um período de intensa transformação. Mas tem coisas que somente com um milagre pode mudar. Como por exemplo o clima ambiental, um dos temas discutido na Rio Mais Vinte.
Com a construção da Usina Hidrelétrica, que, por sua vez, levará energia à milhares de pessoas, a cidade cresceu, tanto em quantidade de habitantes como em benefícios, ou seja, cursos e empregos à muito que se encontravam desempregados.
Mas o povo portovelhense reclama muito do clima, pois teste, apresenta temperaturas muito elevada e,  com isso, alguns acabam tendo desânimo em relação a fixação na capital. Estudos meteorológicos comprovam que, devido o clima ser equatorial, a temperatura média varia de trinta e quatro a quarenta graus célsius. Clima, por exemplo, uma pessoa do sul do Brasil teria grande dificuldades em suportar. Outro fato alarmante é a quantidade, absurda, de poeira que, acaba prejudicando não somente às crianças e adultos da terceira idade, como às domésticas, que se sentem sozinhas, porque as autoridades, ainda, não chegarão à um acordo com o objetivo de acabar, isto é, diminuir esse mau que acaba matando pessoas.
Com ajuda da Usina Hidrelétrica, Porto Velho está em tempo de crescimento. Entretanto, o que não faz dessa cidade uma maravilha é a falta de concordância  e visão das autoridades, juntamente com o clima equatorial que acaba prejudicando e desanimando alguns moradores e, assim, tornando-os desconfortáveis. 
Dejailson Rodrigues, 2º17. 2012

Minha cidade
  Caldas novas- GO Mais conhecida como a cidade das águas quente, cidade do sertanejo  e uma cidade com cerca de 63 mil habitantes, e um município conhecido como a maior estância hidrotermal do mundo, possuindo águas que brotam do chão em temperaturas que variam de 20° a 60 já comi ovo cozido dessas fonte. A principal fonte de renda do município é o turismo ou seja vivemos para o turismo temos vários pontos turísticos desde de  pousadas,chalés , clubes com piscina de ondas, toboáguas, playground, saunas, duchas,hidromassagem, bar molhado já fui em todos claro , boates, bares, Igreja Matriz fora que temos o lago Corumbá e uma Cidade que investi muito no turismo temos academia a céu aberto.
 As oportunidades de emprego e caldas novas são muito poucas e os trabalhadores são praticamente explorados por empresas privadas, muitas pessoas procuram trabalhar fora da cidade, por ser uma  cidade turística então surgi empregos só em férias meses de julho a agosto e de dezembro a fevereiro e durante esse período que muitas pessoas conseguem empregos e trabalham muito mesmo serviços pesados adolescentes trabalham de segunda a segunda durante a temporada em bares, lanchonetes,pousadas, hotéis, boates e clubes aproveitam mesmo as chances de trabalho depois que passa a temporada surgi muitos desempregados fora isso e uma cidade boa de viver tenho saudades da minha cidade.
                    Pedro Henrique frança silva             n°22          turma:2°18

Os erros serão corrigidos na sala de informática.

Minha Cidade
 Minha cidade pode até não ser conhecida como um lugar lindo, mais temos lugares bons onde podemos desfrutar de um dia de lazer com a nossa família, existem balneários, sítios, chácaras e clubes que nem conhecemos, mas mesmo assim as pessoas julgam Porto Velho sem ao menos conhecê-lo.
 A cidade de Porto Velho é aquilo que nós somos, então antes de falar do próprio lugar onde você nasceu, cresceu e vive até hoje, pense um pouco, se ela não está do jeito que você quer, ajude. Temos lugares históricos em más conservações, mas a culpa é de quem? As vezes de nós mesmos, que não temos a capacidade de cuidar daquilo que um dia nos serviu.

Vamos reverter essa situação e parar de julgar a nossa cidade, ou até mesmo as pessoas, pois fazemos parte dela e da sua história querendo ou não, só falta caráter em nós e responsabilidade para cuidarmos daquilo que é nosso.
 
 
 Nome:Jamile Carolina
 Serie:2- 19   Turno:Tarde

PORTO VELHO cidade tropical que têm muitas belezas naturais mesmo com alguns defeitos ainda é ótima para viver, á muitos locais de turismo: praça das três caixas d’aguas, casa de cultura Ivan Marrocos, Porto Velho shopping entre diversas casas de shows, para o lazer: muitos balneários, clubes, vários restaurantes de comidas tipicas ( VATAPÁ,TACACÁ,PATO NO TUCUPI,E DIVERSAS VARIEDADES DE PEIXES E OUTROS ), tudo isso para o povo portovelhenses e turistas.     Porto Velho cresceu muito nos últimos tempos em nível de população com a chegada das usinas que está gerando muitos empregos, em relação aos  pontos negativos, muitos assaltos e o trânsito está horrível com o aumento de pessoas morando na cidade, quase não há espaço para tantos automóveis, e,  assim gerando muitos acidentes,as ruas são precárias, cheias de buracos e falta de calçadas para os pedestres, que se arriscam andando nas mesmas. Porto Velho nasceu em 1907, durante a checada dos desbravadores para construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré que foi apelidada de “ferrovia do diabo”, após muitos morrerem durante a sua construção por doenças tropicais e por ataques de índios, uma cidade cheia de historias, mitos dos povos da mata que acreditam em antigas crenças. Não podemos esquecer a primeira igreja foi a de santo Antônio ela e a cachoeira receberam esse nome pelos fieis que perderam a vida para conquista essa terra maravilhosa.



nome: Caroline Alexandra da Silva Valois.  2° 20.


Porto Velho em desenvolvimento

Em Porto Velho, as obras começam e ficam meses e anos parados, mas quando vem o ano eleitoral tudo começa a andar como deveria, esse ano, por exemplo, por onde passa se ver obras semi acabadas, porém há operários trabalhando nelas, os políticos usam isso como pretexto para se reeleger.
Um desenvolvimento de grande porte em uma cidade sem infraestrutura adequada para suporta, precariedade na saúde publica, na educação, na coleta de lixo, no trânsito. Todavia as leis de trânsito em Porto Velho existem, mas foram feitas para ninguém obedecer. Na cidade cada um faz sua própria lei, porque não tem policiamento.
Os moradores sofrem com essa falta de organização e descaso na cidade, mas os responsáveis não se manifestam para acabar com o sofrimento da população.

Sidinara da S Sóris / nº 26 / 2ª 18
 

LEIA ESTAS OBRAS.... IRÁ AJUDÁ-LO.
FNDE- Material na biblioteca para apoio de professores de Língua Portuguesa.
Morte na mesopotâmia  - seguido de O caso dos dez negrinhos
Menino passarinho ( Sueli Mª de Regino )
Voos diversos- Wilson Pereira
O velho e a mosca- Bel Barcellos
Um homem de mar – Rodolfo Castro
A vida na porta da geladeira- Alice Kuipers
Sete camundongos cegos- Ed Yong
Amor de beduíno- Malba Tahan
O tecido dos contos maravilhosos – por Tanya Robyn Batt
Diário de classe- Bartolomeu Campos de queirós
Branca de neve- Irmãos Grimm
Robinson Crusoé em cordel – Daniel Delfoe
Drácula – quadrinhos- Bram Stoker
Treze casos de viola e violeiros- Fábio Sombra
Lis bela e o prisioneiro – Osmar Lins
Thiago de Melo – poeta- Marco Frederico kruger
    Fernando Sabino – O menino no espelho
    Jorge Amado-O menino grapiúna
    Mario Quintana- Nova antologia poética
    Eliane Brum- A vida que ninguém vê
    AYA – de yopougon
    Ignácio de Loyola Brandão- O primeiro emprego
    Vários autores- contos – Feitiço da Boemia – baseado na vida de Noel Rosa
    José Roberto Torero – crônicas para ler na escola
    Nireuda Longobardi- Mitos e lendas do Brasil em cordel   


2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Sônia, fiz uma carta dando minha opnião à respeito da doação de sangue cordão umbilical, com o objetivo de deixar o leitor curioso e concordar comigo. Leia:

    É melhor se prevenir.

    Discordo com a fala de Tatiana, bióloga de 31 anos, que não apoiou a doação do sangue do cordão umbilical que, por sua vez, contém células capaz de regenerar tecidos do corpo humano. Concordo com os vendedores nos bancos de maternidade fazem apenas seus trabalhos em oferecer por apenas 3.500 R$ o serviço que guarda, por muitos anos, o conjunto de célula-troco que poderão, por exemplo, construir tecidos do corpo humano caso tenha sofrido e precise ser substituído. Ao nascimento da criança, se a mãe comprou o serviço, o sangue do cordão umbilical é colhido e guardado em um frasco à 196 graus negativo possibilitando, assim, um seguro ao ser, caso preciso futuramente. Melhor do que o desperdício na hora do parto e não ter nenhum proveito.

    Dejailson Rodrigues, 2º17

    ResponderExcluir