sexta-feira, 26 de março de 2010

ATUALIDADE - FIQUE LIGADO

No Brasil, Al Gore critica política ambiental dos EUA



26 de março de 2010
20h 14


Leia a notícia


Comentários 1EmailImprimirTwitterFacebookDeliciousDiggNewsvineLinkedInLiveRedditTexto - + LIEGE ALBUQUERQUE - Agência Estado


O ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, afirmou em palestra no Fórum Internacional de Sustentabilidade, em Manaus, que o principal entrave para a aprovação de uma lei ambiental em seus país são os interesses contrários às empresas que financiam as campanhas eleitorais. "A chave do eleito é conseguir fundos para a televisão que os elege. Quando existe uma empresa financiadora da campanha que possa sair prejudicada por uma lei como essa (que limita emissão de gás carbônico), a lei emperra", afirmou.


O ex-vice-presidente dos EUA criticou a falta de uma política definida de defesa do meio ambiente em seu país, que, segundo ele, deveria liderar a campanha pela preservação ambiental no mundo. Além da falta de vontade política, Gore apontou ainda um "distanciamento" das previsões, "que parecem abstração". "É difícil prever desastres se você não sente na pele. É como se alguém dissesse que uma cobra iria aparecer no meio desta sala e ninguém se movesse, e só corressem quando ela, de fato, estivesse aqui", comparou.

Vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 2007 pelo esforço em prol do fim do aquecimento global, Gore defendeu que a biodiversidade da floresta é o futuro da tecnologia do século 21, baseada na biotecnologia. "O futuro da cura de pragas da humanidade, como o câncer, certamente está na Amazônia".


Para Gore, também é importante que o mundo se una em um plano para estipular um preço ao carbono, frisando na aprovação de um mecanismo de redução das emissões geradas com o desmatamento e a degradação florestal. "É importante que haja um preço para o carbono, que as pessoas saibam que as emissões têm um preço. Isso deveria ter sido o cerne de Copenhague e esperamos que seja resolvido no México".






Tópicos: ambiente, Al Gore, EUA, política ambiental, críticas

                                       Reportagem do jornal Estadão. com. br

2 comentários:

  1. hammmmmmmmmmm loka esse lulala ta me enxendo o saco esse carai ele tem todo o poder do brasil + nn faz nada afs essa poha ele tem que melhorar o brasil e agir mais com seus atos pq ele nn ta fazzeno nda aaa lokaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir